Convênios Nacionais

O Programa de Pós-Graduação em Filologia e Língua Portuguesa desenvolve, de forma intensa, atividades de integração e de solidariedade/nucleação com programas emergentes, com vistas ao desenvolvimento da pós-graduação. Essa atuação verifica-se por meio de um conjunto heterogêneo de atividades realizadas por parcela considerável do quadro de docentes do Programa.

Dessas atividades, destacam-se os programas/projetos coletivos financiados tanto por agências federais (PROCAD e DINTER) quanto estaduais (PROMOB).

 

1. DINTER USP-UEPA (2015-atual)


O Doutorado Interinstitucional (DINTER) firmado entre o Programa de Filologia e Língua Portuguesa (DLCV/FFLCH/USP) e a Universidade Estadual do Pará (UEPA) prevê a formação de quinze doutores para a UEPA.

Aprovado pela Capes em 2014, com início em 2015, o DINTER justifica-se por:

a. contribuir para a implantação, na UEPA, de uma infraestrutura básica para a formação de pesquisadores capazes de criar, implementar e desenvolver novos centros de pesquisa e ensino de Pós-Graduação;

b. intensificar o intercâmbio universitário e estimular formas de associação entre instituições;

c. possibilitar aos alunos, durante o desenvolvimento do curso, ambiente científico e acadêmico do mais alto nível e propício ao estudo e discussão de ideias durante o oferecimento das disciplinas e do estágio para o desenvolvimento da pesquisa;

d. estabelecer vínculos acadêmicos mais duradouros entre as instituições participantes, mesmo após o encerramento do curso.

Pode-se dizer que a proposta tem grande relevância diante da realidade que vem sendo reproduzida ano a ano, de forte assimetria entre as regiões do país no que concerne à pesquisa científica e tecnológica e à pós-graduação. Essa realidade tem resultado, para a região Norte, em indicadores de investimentos, cursos de Mestrado e Doutorado e mão-de-obra qualificada para a pesquisa que são incompatíveis com a sua dimensão territorial, sua população e sua participação na economia do país.

O desenvolvimento do Doutorado Interinstitucional na área de Letras e Linguística contribuirá para que a Universidade do Estado do Pará melhore seus índices no que se refere:

a. à qualificação docente, proporcionando a formação de mais 15 (quinze) doutores para atuar na área de Linguística e Literatura;

b. à melhoria efetiva do quadro funcional docente do Departamento de Língua e Literatura do Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE);

c. ao fortalecimento de linhas de pesquisa que respondam às necessidades locais e ampliem o comprometimento institucional com o desenvolvimento regional, pelo desenvolvimento mais intensivo das atividades de ensino, pesquisa e extensão;

d. à formação concreta de recursos humanos, que poderá embasar a criação de mais um Programa de Pós-Graduação em Linguística e Literatura na Região Norte;

e. à contribuição para a formação de pesquisadores na instituição receptora mediante o incentivo da participação de bolsistas de Iniciação Científica;

f. à orientação da oferta de cursos em sintonia com a consolidação e o fortalecimento das práticas educacionais locais: (estímulo à pesquisa aplicada e à produção cultural);

g. à contribuição para a produção de conhecimentos científicos e tecnológicos, com o desenvolvimento de pesquisas que ajudem o desenvolvimento da região;

h. à cooperação técnico-científica com a USP, com a criação de um convênio acadêmico.

Os 15 doutorandos já cursaram todas as disciplinas e já realizaram seus exames de qualificação.
Participam das atividades do DINTER, atuando como orientadores, as professoras Maria Helena da Nóbrega, Zilda Gaspar Oliveira de Aquino, Rosane de Sá Amado, Marli Quadros Leite, Marcia Santos Duarte de Oliveira, Maria Inês Batista Campos, Sheila Vieira de Camargo Grillo e os professores Luiz Antonio da Silva e Mario Eduardo Viaro. A coordenação está sob a responsabilidade da professora Elis de Almeida Cardoso, que também atua como orientadora.

 

2. PROCAD USP-UFRN-UNISINOS (2014-atual)

O Programa Nacional de Cooperação Acadêmica Ação Novas Fronteiras (PROCAD) – Edital 071/2013; n. do processo: 184046 –, firmado entre USP, UFRN e UNISINOS, consolida-se na realização do projeto de pesquisa “Língua Portuguesa no ensino básico e superior: dos gêneros textuais/discursivos do livro didático, acadêmicos, jurídicos e políticos às estratégias de textualidade da oralidade e da escrita”.

A proposta do Programa consiste em fomentar o desenvolvimento de projetos de ensino e de pesquisa, com a finalidade de focalizar a Língua Portuguesa na educação básica e superior, de modo a integrar uma rede de professores pesquisadores, doutorandos, mestrandos e alunos de IC das três equipes envolvidas, apoiando a realização de missões, estágios sanduíches, pós-doutorado e a participação em eventos nacionais e internacionais.

Encontram-se envolvidos os seguintes docentes das supramencionadas universidades:

a. USP (proponente): Luiz Antonio da Silva, Maria Inês Batista Campos, Zilda Gaspar Oliveira de Aquino;

b. UFRN (Associada 01): Maria das Graças Soares Rodrigues, Marise Adriana Mamede Galvão, João  Gomes da Silva Neto, Luiz Alvaro Sgadari Passeggi;

c. UNISINOS (Associada 02): Maria Eduarda Giering, Rove Chishman, Caio César Costa Ribeiro Mira.

 

3. PROMOB USP-PUC/SP-UFS (2017-atual)

O projeto interinstitucional "Concepções de língua e literatura: ação de pesquisa colaborativa e interinstitucional", financiado por 24 meses pela FAPITEC/SE, no âmbito do Programa de Estímulo à Mobilidade e ao Aumento da Cooperação Acadêmica da Pós-Graduação em Instituições de Ensino Superior de Sergipe (PROMOB), visa, por um lado, a fortalecer parcerias interinstitucionais e incrementar a infraestrutura de pesquisa no sentido de melhorar a avaliação do PROFLETRAS/UFS e, por outro, a organizar um programa de formação de professores de educação básica em relação ao ensino de leitura e literatura que possa ser, posteriormente, replicado em diferentes municípios do estado de Sergipe (para detalhes sobre este segundo aspecto, ver INTERFACES COM A EDUCAÇÃO BÁSICA).

O projeto prevê a realização de pesquisa conjunta, a mobilidade docente para ministração de cursos na pós, a organização colaborativa de eventos e a preparação coletiva de material para formação de professores no que concerne ao ensino de leitura.

Atuam no projeto as seguintes universidades e docentes:

a. UFS (proponente): Isabel Cristina Michelan de Azevedo (coordenadora geral), Taysa Mércia dos Santos Souza Damaceno, Alberto Roiphe Bruno, Raquel Miester Ko Freitag.

b. USP (parceira 01): Zilda Gaspar Oliveira de Aquino, Paulo Roberto Gonçalves Segundo, Elis de Almeida Cardoso Caretta.

c. PUC/SP (parceira 02): Maria Cecilia Camargo Magalhães, Fernanda Coelho Liberali, Angela Brambilla Cavenaghi Themudo Lessa.