Projetos ativos

Índice em ordem alfabética

 

1    A Filologia de manuscritos modernos II: edição e estudo linguístico de textos para a história do português de São Paulo

2    A Linguagem do imaginário republicano e o xadrez linguístico da distinção social

3    Análise comparativa de discursos: construindo fundamentos teóricos e metodológicos

4    Argumentação em perspectiva multidisciplinar e multidimensional

5    Argumentação, ensino, memória: por uma teoria dialógica da linguagem

6    Arqueologia do Livro na Biblioteca Nacional

7    As Contribuições de Volóchinov e Bakhtin ao método sociológico nos anos 1920: contexto, tradução e notas

8    Aspectos morfossintáticos do português de uma perspectiva cognitivo-funcionalista

9    Atuação Profissional em Letras

10  Bruxas Paulistas: Edição Filológica de Documentação sobre Feitiçaria

11  Cognição e música: implicações para método de estudo da língua e da linguagem.

12  Corpus de Textos Gramaticais Brasileiros (CTGB)

13  DÉRom

14  Discurso acadêmico na pesquisa e no ensino: questões em torno da apropriação da palavra de outrem

15  Discurso político, Cognição e Argumentação

16  Edição de textos em português: teorias e práticas

17  Edição e estudo de obras de espiritualidade em português (sécs. XIII - XV)

18  Edição e estudo de textos literários e não literários em língua portuguesa

19  Elaborando um Dicionário Terminológico das Ciências Naturais para professores do ciclo I do ensino fundamental

20  Ensino de argumentação em manuais didáticos dos anos 1960 a 1980: abordagem linguístico-discursiva

21  Ensino de português como língua de acolhimento

22  Entre o dizer o dito: letramento acadêmico no ensino e na pesquisa

23  ES.POR.ATENUACIÓN

24  Escrita e letramento acadêmico: conceitos de trabalho e outros encaminhamentos para o ensino e para a pesquisa

25  Espaços asiáticos multilíngues e línguas ameaçadas de desaparecer.

26  Estudos comparativos entre a língua portuguesa e as línguas iberorromânicas

27  Estudos de Línguas Crioulas e do Português no Atlântico

28  Estudos diacrônicos do Português Brasileiro com base em corpora

29  Estudos do léxico no discurso literário

30  ETeP - Edição de Textos em Português

31  Etimologia da língua portuguesa (Projeto DELPo)

32  ExProsodia - A prosódia no discurso narrativo

33  Fraseamento prosódico em português: comparações entre as variedades brasileira e africanas

34  Galego e Português brasileiro: história, variação e mudança

35  Gêneros e ensino de língua materna

36  Gêneros jornalísticos impressos: historicidade, constituição e mudança numa perspectiva crítico discursiva

37  Gramática, Cognição e Discurso

38  Gramáticas pronominais no português paulista II fase

39  Histoire comparative des grammaires et des dictionnaires. Corpus et numérisation

40  História do Português Paulista II - Projeto Caipira

41  História e variedade do português paulista às margens do Anhembi

42  Histórias do Brasil: Trajetória editorial e mapeamento linguístico de relatos de viagens quinhentistas em um corpus anotado de informações ligadas

43  Imagens de língua: sujeito, deslocamento, conhecimento e tempo

44  InterLEC - Interfaces entre Léxico, Ensino e Cultura - 2a. Fase

45  Léxico, discurso e ensino

46  Libolo

47  Língua Portuguesa no ensino básico e superior: dos gêneros textuais/discursivos do livro didático, acadêmicos, jurídicos e políticos às estratégias de textualidade da oralidade e da escrita

48  Línguas Crioulas e Variedades de Português em Contato

49  Línguas de herança e identidade sociocultural

50  M.A.P. (Mulheres na América Portuguesa): Mapeamento de escritos de mulheres e sobre mulheres no espaço atlântico português a partir de métodos das Humanidades Digitais

51  Memória Toponímica de São Paulo, Bairro a Bairro.

52  Morfologia e Léxico em práticas de leitura no ensino de PLE

53  Morfologia Histórica do Português: sufixos e etimologia

54  Neoveille

55  Novo Dicionário de Nomes em Uso no Brasil

56  NURC - Fase 4

57  Paleografia e codicologia de textos em português

58  Para uma historiografia dos Estudos Onomásticos no Brasil

59  Produção e circulação de manuscritos no Período Colonial Brasileiro: Contribuições para a história da Língua Portuguesa

60  Retórica e Argumentação: exame de procedimentos discursivos. Retórica da Linguagem, Retórica da Cultura

61  Terminologias Técnico-Científicas Comuns - TCTC (Brasil)

62  TermNeo - Observatório de neologismos do português brasileiro contemporâneo

63  Tesouro do léxico patrimonial galego e português - Brasil

64  Tradição Oral, Narrativas e Sociedade

65  Vésperas Brasilianas: uma agenda para os estudos sintáticos do Português Brasileiro nos primeiros séculos

 

 

  1. A Filologia de manuscritos modernos II: edição e estudo linguístico de textos para a história do português de São Paulo

Descrição: Esse projeto prevê a edição e estudo linguístico de manuscritos e textos paulistas dos sécs. XVI-XIX, depositados em fundos documentais diversos. Primeiramente apresentamos a língua como um fenômeno heterogêneo, a ser estudada a partir de certos parâmetros. O objetivo é mostrar que na organização de um córpus, nosso primeiro escopo, é preciso garantir sua representatividade, enquanto retrato de um fenômeno variado. Por conseguinte, faremos uma busca por tipologias textuais distintas, como: processos crimes, inventários e testamentos, atas de câmara, editoriais de jornais, memórias e diários históricos, cartas particulares, cartas oficiais, cartas de administração privada, cartas de administração pública, cartas de leitores e redatores de jornais, folhetins, teatro, dentre outras. Em um segundo momento, realizaremos estudos gramaticais e discursivos com esse material já filologicamente editado.

Responsável: Prof. Dr. Marcelo Módolo

Linha de Pesquisa: Filologia do Português

 

  1. A Linguagem do imaginário republicano e o xadrez linguístico da distinção social

Descrição: Esse projeto visa recuperar documentos primários das escolas no período da primeira república e analisá-los do ponto de vista linguístico e discursivo. Inserido no âmbito da história social da língua portuguesa paulista, o projeto mapeia os dados sócio-históricos do período e os faz dialogar com questões linguísticas.

Responsável: Prof.ª Dra. Marilza de Oliveira

Linha de pesquisa: História e Historiografia do Português

 

  1. Análise comparativa de discursos: construindo fundamentos teóricos e metodológicos

Descrição: A análise comparativa de discursos em duas ou mais línguas/culturas (brasileira e russa, francesa e americana, espanhola e japonesa etc.) é um campo de pesquisa ainda pouco explorado no universo dos estudos do discurso no Brasil. A construção de fundamentos teórico-metodológicos para análises comparativas/contrastivas de discursos tem sua mais importante justificativa no fato de que a perspectiva comparativa ou o encontro dialógico entre culturas permitem uma melhor compreensão dos discursos e culturas em contraste, ao revelar aspectos inacessíveis à análise de uma única língua-cultura. Por meio de análises de enunciados concretos serão desenvolvidos os seguintes princípios teórico-metodológicos: o conceito de cultura discursiva, o tertium comparationis, a tensão entre descrição e interpretação, o papel dos planos de expressão (verbal, visual, verbovisual etc.).

Responsável: Prof.ª Dra. Sheila Vieira de Camargo Grillo

Linha de pesquisa: Linguística Textual e Teorias do Discurso em Português

 

  1. Argumentação em perspectiva multidisciplinar e multidimensional

Descrição: Este projeto visa a desenvolver um modelo analítico para o estudo das práticas argumentativas que integre cognição, discurso e linguagem. Nesse sentido, o projeto tece diálogos entre os Estudos Críticos do Discurso, a Linguística Cognitiva e Funcional e a Teoria da Argumentação. O modelo em desenvolvimento considera, portanto, a argumentação em sua complexidade e busca dar conta do estudo de cinco dimensões a caracterizam como processo, produto e procedimento: a construção macroestrutural, a sua configuração funcional, os processos de esquematização e a sua ancoragem interativa e afetiva, além da orientação argumentativa das unidades sociossemióticas (linguísticas ou pictóricas) materializadas nos textos.

Responsável: Prof. Dr. Paulo Roberto Gonçalves-Segundo

Linha de pesquisa: Linguística Textual e Teorias do Discurso em Português

 

  1. Argumentação, ensino, memória: por uma teoria dialógica da linguagem

Descrição: O projeto, que se inscreve na linha de pesquisa Linguística Aplicada aos Estudos do Português, toma como objeto de investigação a argumentação nos manuais didáticos e em periódicos de ensino, sobretudo no que se refere às questões de dissertação escolar, problemas de redação, gêneros do discurso, particularmente, redações do vestibular, do Enem, em que se encontra uma tensa problematização com a palavra do outro, isto é, com o discurso alheio, um dos conceitos centrais na concepção de linguagem de Bakhtin (1934-35), Medviédev (1928) e Volóchinov (1929. Trata-se, nessa medida, de colocar em foco os manuais didáticos produzidos a partir da década de 1960, buscando as orientações e métodos que conduzem os alunos às noções de texto dissertativo, argumentativo, discurso alheio no discurso próprio, formas de citação, formas de introdução, formas de argumentação por causa, consequência, contraposição, conflitos etc. Tendo em vista o estudo desses fenômenos linguísticos e discursivos, principalmente, nos manuais escolares e nas revistas de divulgação de ensino de grande circulação nacional como Nova Escola, Escola São Paulo de Ciência Avançada/ Fapesp, por exemplo, vamos tomar como base o conceito bakhtiniano de "estilística do gênero" ([1934-35] 2015:21). Para Bakhtin, o enunciado concreto não é um sistema abstrato da língua, mas ele o entende como um acontecimento único, histórico, em que está situado em um tempo e espaço real com sujeitos que interagem socialmente com um propósito discursivo. Essa estilística do gênero parte de um estudo amplo em torno da estilística do romance soviético em que Bakhtin busca superar a divisão entre forma e conteúdo. Na verdade, esse texto surpreende pelas análises linguístico-discursivas do gênero do discurso e da estilística sociológica, fundamental para as análises dos estudos argumentativos nos manuais, uma vez que que as propostas didáticas contem gêneros intercalados, híbridos como também diversas linguagens, gêneros e estilos. Essa fundamentação teórica tem como finalidade (i) servir de base para análises linguístico-discursivas da produções escritas, visando as atividades didáticas relacionadas à argumentação/ dissertação e os artigos argumentativos nas revistas de educação; (ii) aprofundar o conceito de "argumentação" na concepção bakhtiniana e em teorias linguísticas da argumentação; (iii) elucidar a presença da função argumentativa e da crítica como atividade humana que coordena múltiplos e heterogêneos saberes nos materiais didáticos de língua portuguesa em circulação a partir de 1964, início da ditadura brasileira. Metodologicamente, prevê-se um trabalho a partir de uma base documental coletada nos acervos do livro didático de várias universidades (FEUSP, UFRN, Bibliothèque Diderot de Lyon [documentation életronique]), para implantar uma análise pela aplicação do método dialógico, contemplando três etapas: (a) a dimensão alteritária, em o pesquisador participa responsavelmente da coleta dos dados; (b) a tensão dialética instaurada entre pesquisador e materiais coletados; (c) a responsividade observável entre vários materiais de mesmo período histórico e de outros períodos. O objetivo principal é aprofundar a concepção de argumentação, na medida em que ela pode elucidar a atividade dupla da linguagem na qual há uma tensão entre o monólogo e o diálogo, entre o trabalho enunciativo e o trabalho interacional presente nos manuais escolares de língua portuguesa em circulação no ensino médio brasileiro. Quanto às contribuições cientificas e sociais do projeto, ressaltam-se (i) a continuidade na investigação em torno dos diferentes manuais escolares ao longo do século XX e XXI, construindo uma arquitetônica da produção escrita; (ii) a socialização da produção, por meio da publicação em artigos e livros.

Responsável: Prof.ª Dra. Maria Inês Batista Campos 

Linha de pesquisa: Linguística Aplicada do Português

 

  1. Arqueologia do Livro na Biblioteca Nacional

Descrição: Este projeto compõe o mais abrangente (Edição e estudo de textos literários e não literários em língua portuguesa). Neste, a pesquisa tem como objetivo geral explorar o acervo bibliográfico da Biblioteca Nacional, situada na cidade do Rio de Janeiro, coletando e disponibilizando informação relevante prioritariamente sobre as obras raras do acervo, com especial atenção à tradição de cada obra (gênese, transmissão e recepção). A pesquisa situa-se no âmbito das atividades do grupo de pesquisa Crítica Textual da Fundação Biblioteca Nacional.

Responsável: Prof. Dr. Manoel Mourivaldo Santiago Almeida

Linha de Pesquisa: Filologia do Português

 

  1. As Contribuições de Volóchinov e Bakhtin ao método sociológico nos anos 1920: contexto, tradução e notas

Descrição: Aprofundar a compreensão de uma teoria dialógica do discurso, por meio da tradução de obras do Círculo de Bakhtin produzidas nos anos 1920 ainda não vertidas do russo em língua portuguesa e do estudo do contexto histórico e intelectual desses trabalhos.

Responsável: Prof.ª Dra. Sheila Vieira de Camargo Grillo

Linha de pesquisa: Linguística Textual e Teorias do Discurso em Português

 

  1. Aspectos morfossintáticos do português de uma perspectiva cognitivo-funcionalista

Descrição: Análise das relações morfossintáticas que se estabelecem entre um predicado e seu(s) argumento(s) em diferentes tipologias textuais do português contemporâneo, com o objetivo de detectar os processos de natureza cognitiva e de natureza pragmático-comunicativa que regulam as tendências de manifestação discursiva da estrutura argumental.

Responsável: Prof. Dr. Marcelo Módolo

Linha de Pesquisa: Gramática do Português e de Línguas em Contato

 

  1. Atuação Profissional em Letras

Descrição: Integrando disciplina da graduação, este projeto busca analisar a diversidade de atuação para os profissionais de língua portuguesa, idiomas estrangeiros e suas respectivas literaturas e culturas, bem como demonstrar formas de integrar-se no mercado de trabalho. O objetivo é ampliar o conhecimento do estudante sobre sua atuação profissional na sociedade do conhecimento, sob a forte influência das tecnologias de informação e comunicação. Conhecendo o mercado empresarial, editorial e educacional, é possível criar plano de carreira adequado aos interesses e competências pessoais.

Responsável: Prof.ª Dra. Maria Helena da Nóbrega 

Linha de pesquisa: Linguística Aplicada do Português

 

  1. Bruxas Paulistas: Edição Filológica de Documentação sobre Feitiçaria

Descrição: Este Projeto visa à edição filológica de processos crime sobre feitiçaria do século XVIII, depositados no Arquivo da Cúria Metropolitana de São Paulo. O acervo reúne 12 processos ? abertos entre 1739 e 1771 ? que tratam de feitiçaria em terras paulistas. Além da edição de textos basilares que servirão para o estudo das relações sociais e históricas desse período, pretende-se explorar esses documentos linguisticamente, revelando traços morfossintáticos do português culto dessa época.

Responsável: Prof. Dr. Marcelo Módolo

Linha de Pesquisa: Filologia do Português

 

  1. Cognição e música: implicações para método de estudo da língua e da linguagem.

Descrição: Estudo das relações entre música e cognição, suas implicações para o desenvolvimento de métodos de estudos da linguagem. Projetos no campo da memória autobiográfica interessam-nos sobretudo.

Responsável: Prof.ª Dra. Maria Célia Lima-Hernandes

Linha de Pesquisa: Gramática do Português e de Línguas em Contato

 

  1. Corpus de Textos Gramaticais Brasileiros (CTGB)

Descrição: O objeto da pesquisa é a construção de um banco de dados eletrônico, constituído de obras digitalizadas que permitam pesquisa dinâmica, por palavras. O banco deverá ser formado por quatro gramáticas brasileiras escritas no século XIX, todas, completa ou parcialmente, representantes da teoria filosófica, tributárias da Grammaire générale et raisonée, de Port Royal, que formam o corpus para a realização deste trabalho e permitem a realização de muitas outras, futuras pesquisas. O trabalho com as quatro gramáticas representará o primeiro passo para a construção de um banco de dados brasileiro, paralelo ao francês, conforme dissemos na introdução deste projeto. Ao retornar ao Brasil, poderemos, em conjunto com os pesquisadores do GT Gramática: descrição história discurso, que já trabalham na elaboração de fichas descritivas de gramáticas brasileiras publicadas no CTLF, criar o banco brasileiro para, assim, deixar mais próximo do mundo lusófono o material adequado para investigação da constituição do pensamento linguístico gramatical brasileiro, construído em língua portuguesa. O corpus é formado pelas seguintes obras: Compendio da grammatica portugueza, do Pe. Antônio da Costa Duarte. Maranhão, Typografia Nacional, 1820. Grammatica portugueza, de Francisco Sotero dos Reis. Maranhão, Typ. de R, d?Almeida, 2ª ed 1871 [1866]. CANECA, Frei Joaquim do Amor Divino. Breve compêndio de gramática portugueza. 1875. In: MELLO, Antonio Joaquim. Obras politicas e litterarias de Frei Joaquim do Amor Divino Caneca. Recife: Typographia Mercantil, 1972. CONDURÚ, Filippe Benicio de Oliveira. Grammatica elementar da lingua portugueza. 13. ed. São Luis: MA, s.d.[1840].

Responsável: Prof.ª Dra. Marli Quadros Leite

Linha de pesquisa: História e Historiografia do Português

 

  1. DÉRom

Descrição: A comunidade de especialistas em Linguística Românica, sobretudo os especialistas em etimologia, necessitam de um novo dicionário semelhante ao Romanisches Etimologisches Wörterbuch para os dias atuais.e para tal se constituiu uma equipe internacional, sobretudo franco-alemã, que pretende investigar cerca de 500 étimos do léxico herdado comum segundo o método da gramática histórico-comparativa e da reconstrução.por meio da análise fonológica, semântica, estratigráfica e variacional. Participação como revisor do grupo Ibéroromania.

Participante: Prof. Dr. Mário Eduardo Viaro

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Discurso acadêmico na pesquisa e no ensino: questões em torno da apropriação da palavra de outrem (Projeto CAPES COFECUB nº 834/15)

Descrição: Por meio da presente proposta de pesquisa e de parceria universitária entre o Brasil e a França, envolvendo quatro instituições universitárias brasileiras ? UNESP de São José do Rio Preto, UNICAMP, USP e PUC Minas, sob a coordenação desta última ? e quatro francesas ? Université de Lorraine, Université Charles de Gaulle/Lille 3 e Université Stendhal Grenoble III, sob a coordenação da primeira ?, pretende-se dar continuidade a um conjunto de expedientes investigativos sobre o letramento acadêmico levado a termo, nos últimos anos, por pesquisadores membros das duas equipes e por outros tantos interessados nesse mesmo campo (ASSIS; BOCH; RINCK, 2012; KOMESU, 2012; DAUNAY; LAHANIER-REUTER, 2011; CORRÊA, 2010; STREET, 2010; MATENCIO, 2002; DELCAMBRE, 2001, REUTER, 1998, dentre outros), visando a fortalecer e ampliar a discussão acerca dos conhecimentos, dimensões e fatores que compõem as práticas da esfera acadêmica, no que toca aos processos de formação e de pesquisa na universidade. O projeto, que se inscreve no domínio das Ciências Humanas e Humanidades, recobrindo questões que dizem respeito ao campo da linguística e da linguística aplicada, reúne pesquisadores brasileiros e franceses cujas atividade profissional e produção intelectual têm sido marcadas pelo engajamento em práticas formativas e toma como objeto de investigação o discurso acadêmico em situações de pesquisa e de ensino, sobretudo no que toca à apropriação da palavra de outrem, aqui assumida em sua relação com o fenômeno do dialogismo, visto como propriedade constitutiva da linguagem, conforme abordagem bakhtiniana. Trata-se, nessa medida, de colocar em foco, na discussão sobre a complexa rede de saberes e normas que orientam a apropriação do discurso de outrem: (i) os modelos científico-ideológicos que regem o letramento acadêmico, tendo em vista, principalmente, as dinâmicas em torno da internacionalização do ensino e da pesquisa; (ii) a delicada questão do plágio e os expedientes tecnológicos concebidos para flagrá-lo; (iii) as especificidades do processo de textualização em práticas de letramento acadêmico efetivadas em diferentes áreas do conhecimento e/ou em contexto digital; (iv) a ação do pesquisador orientador na avaliação de textos acadêmicos produzidos em diferentes níveis da formação universitária; (v) o papel e as formas de apropriação da palavra de outrem, tendo em conta as motivações do escrevente, dentre as quais se inclui o peso dos padrões de normalização para os textos acadêmicos; (vi) as estratégias e os recursos linguístico-textuais e discursivos que marcam a assunção de uma identidade acadêmico-profissional nos textos acadêmicos. No que se refere à metodologia de coleta/geração de dados, de responsabilidade de cada um dos pesquisadores participantes, prevê-se um conjunto heterogêneo de textos, em língua francesa e em língua portuguesa, para os quais se estabelecerá abordagem qualitativa ou quantitativo-qualitativa, visando a análise linguístico textual e discursiva. No que toca às contribuições científicas e sociais do projeto, destacam-se (i) sua possibilidade de incrementar e expandir os conhecimentos teórico-conceituais e metodológicos acerca do discurso acadêmico em face dos desafios contemporâneos, (ii) seu potencial para a formação de recursos humanos especializados e (iii) seu impacto por meio da socialização, em publicações e eventos da área, da produção conjunta de resultados.

Responsável: Prof. Dr. Manoel Luiz Gonçalves Corrêa

Linha de pesquisa: Linguística Aplicada do Português

 

  1. Discurso político, Cognição e Argumentação

Descrição: O projeto tem por proposta proceder a uma interface entre a Linguística Cognitiva e os estudos acerca da Argumentação, a fim de analisar o discurso político.Mais especificamente, buscam-se ocorrências de frames e metáforas a fim de se compreender suas funções no discurso em termos cognitivo-argumentativos. Interessa observar o discurso governamental, assim como o de políticos que ocupem cargos de destaque. O embasamento teórico diz respeito aos trabalhos de Goffman (1986), Tannen (1993), Lakoff 92004), Fauconnier e Turner (1994) entre outros, noa âmbito da Cognição, e de Perelman e Olbrechts-Tyteca (1996 [1958]), entre outros, no que diz respeito à Argumentação. O projeto vinvula-se ao Grupo de Estudos do Discurso da USP (GEDUSP).

Responsável:Prof.ª Dra. Zilda Gaspar Oliveira de Aquino

Linha de pesquisa: Linguística Textual e Teorias do Discurso em Português

 

  1. Edição de textos em português: teorias e práticas

Descrição: Este projeto tem como objetivo a prática da Filologia como atividade editorial. Concentra-se na Crítica Textual em suas vertentes teórica e prática. Estudam-se as metodologias da Crítica Textual. Empregam-se métodos e técnicas voltados para a edição de textos manuscritos ou impressos em português.

Responsável: Prof. Dr. Sílvio de Almeida Toledo Neto

Linha de Pesquisa: Filologia do Português

 

  1. Edição e estudo de obras de espiritualidade em português (sécs. XIII - XV)

Descrição: Este projeto concentra-se na edição - integral ou parcial - e no estudo filológico de textos manuscritos literários em português, produzidos originalmente até fins do século XV. São objeto de estudo deste projeto especialmente as seguintes obras de espiritualidade: Vita Christi e Regra de São Bento. Projeto executado em colaboração com docentes da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Responsável: Prof. Dr. Sílvio de Almeida Toledo Neto

Linha de Pesquisa: Filologia do Português

 

  1. Edição e estudo de textos literários e não literários em língua portuguesa

Descrição: Este projeto (iniciado em 2010), guiado pela base teórico-metodológica proposta para Filologia ou Crítica Textual, tem o objetivo de (i) realizar edição crítica e estabelecimento ou fixação de obras literárias de língua portuguesa do período arcaico ao século XXI e; (ii) desenvolver trabalhos de reprodução e estudo linguístico-filológico de manuscritos e impressos portugueses (documentos públicos e particulares não literários), datados de diferentes etapas da história da língua. Foi na perspectiva deste projeto que realizei, em 2013, o estágio pós-doutoral na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Também está articulado a essa temática o projeto Arqueologia do Livro na Biblioteca Nacional.

Responsável: Prof. Dr. Manoel Mourivaldo Santiago Almeida

Linha de Pesquisa: Filologia do Português

 

  1. Elaborando um Dicionário Terminológico das Ciências Naturais para professores do ciclo I do ensino fundamental

Descrição: Este Projeto visa à elaboração de um dicionário terminológico das Ciências Naturais, destinado a professores que atuam no Ensino Fundamental I em escolas brasileiras. Para alcançar esse objetivo, será feito um levantamento dos termos e conceitos abordados em livros didáticos sobre Ciências, voltados a alunos dos anos iniciais do ensino fundamental (1.o ao 5.o ano). Os livros que constituirão o corpus de estudo foram selecionados no Plano Nacional do Livro Didático, de 2010 e de 2013, ambos elaborados pelo MEC. Com vistas ao desenvolvimento do Projeto ora proposto, será utilizado o aparato teórico-metodológico desenvolvido pela Terminologia, cujos estudos têm avançado no sentido de oferecem ao pesquisador-terminológo não apenas procedimentos metodológicos para a elaboração de bases de dados e de dicionários terminológicos, mas também uma teoria que dê conta dos fenômenos linguísticos observados.

Responsável: Prof.ª Dra. Mariangela de Araujo

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Ensino de argumentação em manuais didáticos dos anos 1960 a 1980: abordagem linguístico-discursiva

Descrição: O projeto de pesquisa Ensino de argumentação em manuais didáticos dos anos 1960 a 1980: abordagem linguístico-discursiva a ser desenvolvido na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal (UFRN), tem dois objetivos centrais. O primeiro deles é o desenvolvimento de estudos que tragam subsídios teórico-metodológicos atualizados para as pesquisas do projeto "Letramentos, ensino, memória: a teoria dialógica da linguagem", do Subgrupo "Redes Bakhtinianas", integrante dos GP/CNPq Estudo do Discurso (Gedusp) do PPG-Filologia e Língua Portuguesa/USP e do GP/CNPq Linguagem, identidade e memória /PUC-SP. De um lado, com o aprofundamento dos conceitos de arquitetônica, ato ético, gênero do discurso, argumentação e relações dialógicas, desenvolvidos por M. Bakhtin e o Círculo (1919, 1920, 1921, 1924, 1930-1934); de outro, com o aprofundamento dos fundamentos dominantes em estudos produzidos pelas teorias do texto, como Análise do discurso e Linguística textual, enfatizando os tópicos referentes à argumentação, dissertação, texto dissertativo-argumentativo, principalmente, os articuladores argumentativos do texto e a proposta temática. Para tanto, integraremos o Projeto de Pesquisa de Soares "Livros didáticos de língua portuguesa: à procura da relação entre categorias gramaticais das sequências textuais e a (não) assunção da responsabilidade enunciativa" (RODRIGUES: Currículo Lattes), pesquisadora dos estudos linguístico-discursivos com ampla produção científica em torno do tema. Na linha de pesquisa "Estudos Linguísticos do Texto", Soares elege o livro didático como objeto de estudo. No seu projeto, oferece a investigar o livro didático de língua portuguesa, buscando descrever, analisar e interpretar o conteúdo veiculado. Soares se interessa em investigar se há e como se dá a relação entre categorias gramaticais das sequências textuais e a (não) assunção da responsabilidade enunciativa. Nosso propósito é buscar o diálogo crítico e produtivo com os estudos da argumentação, dissertação, discurso e ensino nos livros didáticos de língua portuguesa. Dois aspectos serão contemplados: 1) o aprofundamento de alguns conceitos como arquitetônica, ética, plurilinguismo, mundo da cultura e relações dialógicas, desenvolvidos por M. Bakhtin e o Círculo 2) a compreensão dos fundamentos dominantes nos estudos do discurso argumentativo, com vistas a delimitar as especificidades das produções científicas, proposta desenvolvida por Rodrigues. O segundo objetivo, decorrente do primeiro, serão considerados os fundamentos teóricos da argumentação aplicáveis ao ensino-aprendizagem da língua portuguesa, concretamente, em materiais didáticos produzidos para alunos do ensino médio (antigo clássico, científico, 2º grau, colegial). Esse trabalho tem como finalidade servir de base para uma análise que possa delinear uma aproximação linguístico-discursiva da produção escrita, com foco nas atividades didáticas propostas à argumentação. O alvo deste projeto é aprofundar o conceito de "argumentação", a fim de elucidar a presença da função argumentativa ou crítica como atividade humana que coordena múltiplos e heterogêneos saberes nos materiais didáticos de língua portuguesa em circulação entre 1960 a 1980, isto é, anos que antecederam à ditadura brasileira e anos de chumbo do regime militar. Como resultado final da pesquisa produziremos um artigo a ser publicado na Revista Eletrônica Linha d'Água a ser publicado em março de 2018.

Responsável: Prof.ª Dra. Maria Inês Batista Campos

Linha de pesquisa: Linguística Aplicada do Português
 

  1. Ensino de português como língua de acolhimento

Descrição: Este projeto dá sequência ao anterior - português para falantes de outras línguas - abrangendo a nova área de pesquisa do português como língua de acolhimento. Além de promover o ensino de português como segunda língua para imigrantes e indígenas, o português língua de acolhimento busca integrar a sociedade do entorno por meio de ações que envolvam o ensino de português como língua materna a adultos em processo de alfabetização e de crianças em idade escolar, sensibilizando e envolvendo a comunidade.

Responsável: Prof.ª Dra. Rosane de Sá Amado 

Linha de pesquisa: Linguística Aplicada do Português

 

  1. Entre o dizer o dito: letramento acadêmico no ensino e na pesquisa

Descrição: Assumindo que a problemática do letramento, seja ele inicial ou não, põe o pesquisador diante da dificuldade de estabelecer fronteiras entre fatos de linguagem só aparentemente isolados, este subprojeto tem por meta a exploração da zona fronteiriça que é, talvez, a principal delas: a que se pode observar entre o dizer e o dito, aproximação usada, aqui, num sentido um pouco diferente daquele do título do livro de Oswald Ducrot (1997). Ao tomar como objeto de pesquisa práticas que estão permanentemente em transição, ora o pesquisador se depara com a nem sempre fácil delimitação do campo do oral e do letrado; ora constata a interpenetração entre saberes formais e informais; ora detecta a convivência entre formas tradicionais e novas de comunicação; ora é confrontado com suportes e circulações de textos que se movimentam de uma dimensão espaçotemporal restrita para outra, muito ampla; ora capta uma pesada voz institucional ao lado de discursos não-institucionalizados; ora captura a voz do escrevente, ora é a voz de um outro que se faz ouvir. Neste subprojeto, em que todas essas formas de transição são concebidas como casos de apropriação da palavra de outrem e, portanto, como partes da relação entre o dizer e o dito tomada como condição de linguagem, o corpus é constituído a partir do banco de dados do grupo de pesquisa CNPq Práticas de leitura e escrita em português língua materna, atendo-se, nesta pesquisa, a dois conjuntos de textos. O primeiro deles foi produto de coleta realizada pelo pesquisador responsável por este subprojeto e reúne 79 textos produzidos por alunos do primeiro ano do curso de Letras, frutos de uma experiência com o ensino do gênero painel (ou pôster); o segundo é composto por 07 artigos acadêmicos, ainda em vias de publicação, produzidos por participantes e/ou convidados como parte das atividades do mesmo grupo de pesquisa, incluindo mestrandos, doutorandos e pós-doutorandos, com a particularidade de que a produção dos textos do segundo conjunto resultou de estudo analítico do material do primeiro conjunto. A depender do andamento da pesquisa, esse material poderá ser ampliado. Como expectativa de resultado, este subprojeto pretende observar as formas de apropriação do discurso de outrem nos dois conjuntos de textos, investigando, no segundo conjunto, além dessas formas de apropriação, também o modo como os pós-graduandos captam o fenômeno em eventuais referências que façam a ele ao analisarem textos do primeiro conjunto.

Responsável: Prof. Dr. Manoel Luiz Gonçalves Corrêa

Linha de pesquisa: Linguística Aplicada do Português

 

  1. ES.POR.ATENUACIÓN

Descrição: Este projeto tem por objetivo estudar as estratégias de atenuação no português (variante de Portugal e variante do Brasil) e no espanhol (variante ibérica e variante americana), utilizando procedimentos metodológicos únicos.

Responsável: Prof. Dr. Luiz Antônio da Silva

Linha de pesquisa: Linguística Textual e Teorias do Discurso em Português

 

  1. Escrita e letramento acadêmico: conceitos de trabalho e outros encaminhamentos para o ensino e para a pesquisa

Descrição: Este projeto inclui temas cujo aprofundamento têm requerido, no interior da problemática do letramento acadêmico, atenção mais duradoura em pesquisas desenvolvidas por mim, ao lado de outros temas, mais recentes: (a) o da relação letramento/oralidade no tocante à concepção de escrita que orienta a produção desses textos; (b) os das relações dialógicas, de tempo/espaço e de temporalidade(s)/espacialidade(s), os quais estão na base das concepções de enunciado, de gênero do discurso, de texto e de discurso; (c) o do processo de letramento no contexto de formação do aluno para o ensino (futuro professor) e para a pesquisa (futuro pesquisador); e (d) o do processo de elaboração de conceitos de trabalho para o ensino, entendidos como instrumentos didáticos formulados a partir de quaisquer das dimensões da linguagem com a finalidade de oferecer aos alunos elementos para reflexão e intervenção sobre/na sua própria escrita. O objetivo da atual pesquisa é investigar como se dá o processo de letramento acadêmico, observando, em particular, como se dá o desenvolvimento da escrita (e da leitura) de pré-universitários e universitários (graduandos e pós-graduandos) e propondo, a partir disso, encaminhamentos para o trabalho em sala de aula. O material disponível para análise é constituído de textos produzidos por estudantes em diferentes momentos de inserção no ambiente escolar e em diferentes situações. O banco de dados, constituído desde 2001, é composto por material coletado em três situações: (a) de avaliação; (b) de aula e (c) de edição para publicação. Fazem parte dos textos produzidos em situação de avaliação: 3363 respostas à questão discursiva de Letras e Linguística, número que corresponde a cerca de 20% do total de respostas obtidas no exame de 2001; 270 redações dissertativas sobre o tema Trabalho, produzidas por candidatos ao curso de Letras da USP por ocasião do Vestibular FUVEST/2006; e 307 redações dissertativas sobre o tema Fronteiras, produzidas por candidatos a diferentes cursos da USP por ocasião do Vestibular FUVEST/2009. O material produzido em situação de aula (o pesquisador era também o professor) foi coletado no decorrer do ano de 2013 e reúne: 79 textos obtidos no processo de ensino do gênero painel (ou pôster) por alunos do 1º ano do curso de Letras (diurno) da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP; 100 resenhas obtidas no processo de discussão de textos teóricos por pós-graduandos do PPG. em Filologia e Língua Portuguesa da USP. O material produzido em situação de edição é composto de 06 capítulos de livro de autoria de doutores e doutorandos, obtidos durante o processo coletivo de edição para publicação de um livro (o pesquisador era também o organizador do livro). Foram coletados, também, materiais de apoio produzidos pelo professor/pesquisador, tais como: planejamento das atividades e anotações sobre como se desenvolveram essas atividades em situação de aula ou de edição. A base teórica do projeto constitui-se de cinco fundamentos, expostos em Corrêa (2013), a saber: (1) o fundamento pragmático-enunciativo de toda produção escrita; (2) o fundamento discursivo da identidade do sujeito, considerada a relação de alteridade em seu sentido forte; (3) o fundamento indiciário do material linguístico na escrita; (4) o fundamento dialógico para o ensino da escrita; e (5) o fundamento discursivo do material linguístico e do sujeito na elaboração de conceitos de trabalho para o ensino. Metodologicamente, a análise dos textos é orientada por uma abordagem qualitativa, podendo, eventualmente, recorrer à quantificação como modo de comprovação estatística. A expectativa é produzir uma pesquisa de base (análise dos textos e interpretação dos resultados segundo os temas indicados) que tenha alcance de aplicação no ensino.

Responsável: Prof. Dr. Manoel Luiz Gonçalves Corrêa

Linha de pesquisa: Linguística Aplicada do Português

 

  1. Espaços asiáticos multilíngues e línguas ameaçadas de desaparecer.

Descrição: Com este projeto, fraciono os espaços asiáticos multilíngues e suas diferenças culturais são os rasgos necessários para a identificação de línguas ameaçadas de desaparecer. Com este projeto, estudo elementos do patrimônio imaterial a fim de identificar fatores que trabalham para o silenciamento sociocultural de grupos minoritários.

Responsável: Prof.ª Dra. Maria Célia Lima-Hernandes

Linha de Pesquisa: Gramática do Português e de Línguas em Contato

 

  1. Estudos comparativos entre a língua portuguesa e as línguas iberorromânicas

Descrição: Este projeto pretende contribuir para o aprofundamento e conhecimento gramatical e lexical do português, variedades brasileira e europeia, em comparação às línguas iberorromânicas. A partir de estudos linguísticos em corpora, tanto sincrônicos quanto diacrônicos, serão privilegiados os seguintes aspectos: história, variação e tradução.

Responsável: Prof.ª Dra. Valéria Gil Condé

Linha de pesquisa: História e Historiografia do Português

 

  1. Estudos de Línguas Crioulas e do Português no Atlântico

Descrição: A expansão ultramarina portuguesa acarretou a difusão da língua de Portugal pelo mundo. Mas o impacto linguístico português não se limitou a isso. Em condições históricas muito específicas (quase sempre associadas ao flagelo da escravidão ou ao modelo de produção tipo plantation ou às fortalezas) surgiram línguas que vieram a ser conhecidas como crioulas de base portuguesa. Essas línguas crioulas (de base portuguesa) possuem o léxico majoritariamente português, embora haja influências regionais (africanas ou asiáticas) na fonologia e na morfo-sintaxe. Entender os sistemas linguísticos das línguas crioulas nos permite, ao mesmo tempo, lançar novas luzes para reavaliarmos uma série de fenômenos linguísticos presentes no português do Brasil e ausentes no português europeu. Portanto, o projeto pretende estudar a problemática da crioulística, focando-se na crioulística de base portuguesa. O objetivo do projeto é investigar aspectos linguísticos (fonológicos, morfo-sintáticos e etimológicos) dos crioulos de base portuguesa de Curaçao, São Tomé e Príncipe, e do Português falado na região atlântica (especialmente Brasil, Angola e São Tomé e Príncipe), em geral, em contato com as línguas crioulas de base portuguesa ou línguas locais.

Responsável: Prof. Dr. Gabriel Antunes de Araujo

Linha de Pesquisa: Gramática do Português e de Línguas em Contato

 

  1. Estudos diacrônicos do Português Brasileiro com base em corpora

Descrição: Este projeto engloba (i) a seleção e edição filológica de documentos brasileiros dos séculos XVII a XX com base no modelo de Tradições Discursivas e (ii) o estudo de fenômenos linguísticos variados a partir do que cada documento apresenta, seja no nível discursivo, sintático ou semântico, com base na abordagem Multissistêmica (Castilho 2010) e na Linguística Cognitiva (Lakoff 1987, Talmy 2000, entre outros).

Responsável: Prof.ª Dra. Verena Kewitz

Linha de pesquisa: História e Historiografia do Português

 

  1. Estudos do léxico no discurso literário

Descrição: O presente projeto tem por objetivo verificar de que forma se obtém expressividade com as escolhas e criações lexicais no discurso literário. Analisando-se textos literários brasileiros, pretende-se não só verificar os efeitos de sentido obtidos com os neologismos literários como também com a escolha lexical. O projeto apoia-se na Lexicologia, na Estilística e na Morfologia Lexical.

Responsável: Prof.ª Dra. Elis de Almeida Cardoso Caretta

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. ETeP - Edição de Textos em Português

Descrição: Linha de Pesquisa: Filologia do Português - estudo e edição de documentos. Nesta linha são contempladas as pesquisas em Filologia. Investiga-se o texto escrito, literário e não-literário, a partir de diferentes campos: Crítica Textual, Paleografia, Codicologia, Diplomática e Bibliografia Material. Procura-se descrever, identificar e editar o texto de forma a que seja base fidedigna para estudos filológicos e para a constituição de corpora em língua portuguesa.

Responsável: Prof. Dr. Sílvio de Almeida Toledo Neto

Participantes: Prof. Dr. Phablo Roberto Marchis FachinProf.ª Dra. Vanessa Martins do Monte

Linha de Pesquisa: Filologia do Português

  1. Etimologia da língua portuguesa (Projeto DELPo)

Descrição: Segunda fase, de inserção de dados e de correção. Vinculado ao NEHiLP (www.nehilp.org), a necessidade de um dicionário etimológico para a língua portuguesa é premente, uma vez que a maioria do que há à disposição é bastante falha no tocante à datação das primeiras ocorrências e aos seus dados etimológicos. Confunde-se derivação sufixal e prefixal com etimologia, confunde-se étimo da palavra com sua origem remota, não há cuidado suficiente com étimos de línguas ágrafas e desconhece-se muito da influência árabe, sem falar da abundância de étimos fantasiosos que descaracterizam o estudo etimológico como um trabalho científico. A mídia e a internet contribuem para a divulgação de soluções fantasiosas, sem que os estudos acadêmicos na área de Linguística Histórica e Filologia consigam expor suas conclusões sobre o assunto. Como aconteceu com a Estilística, as pesquisas etimológicas de caráter científico foram muito produtivas até a década de 20 do século XX, quando estiveram no seu auge, no entanto, eventos históricos e ideológicos promoveram o esquecimento de muitas técnicas e resultados. Alicerçados na pesquisa linguística, os estudos etimológicos voltaram sobretudo a partir da década de 90 e hoje há ferramentas importantes para se desenvolver pesquisas de qualidade no nível acadêmico, que possam contribuir para a mudança da visão da sociedade sobre o tema. Nesse sentido, esta pesquisa sobre datação das primeiras ocorrências das palavras portuguesas, é o primeiro passo para a criação de um novo dicionário etimológico da língua portuguesa.

Responsável: Prof. Dr. Mário Eduardo Viaro

Participante: Prof.ª Dra. Vanessa Martins do Monte

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. ExProsodia - A prosódia no discurso narrativo

Descrição: Jean Vansina propôs que as formas orais da transmissão tradicional do conhecimento estabelecessem distinção entre forma e conteúdo de um lado, e liberdade e fixidez de outro: a narrativa compreendendo o improviso prosódico e lexical, e o poema, rejeitando o improviso. Poema e narrativa, segundo Roman Jakobson, diferem exclusivamente quanto à mensagem, deixando referências fregianas e interpretantes peircianos além de seu escopo. Na medida em que variações prosódicas e lexicais não atingem referências, a narrativa se caracteriza como uma sucessão de eventos representados simbolicamente. Na fala, a produção da voz e as representações lexicais estabelecem dois sistemas que se integram no ritmo tonal: a sustentação da voz condiciona-se com as condições do falante e a distribuição lexical decorre do acordo entre as necessidades expressivas do falante e as possibilidades de construção sintática que a língua apresenta. Em narrativas orais, a integração desses sistemas permite-nos associar a entoação na fala com a entoação musical: finalizações autênticas visam a um tom descendente finalizador, enquanto que finalizações plagais não buscam esse mesmo tom, reproduzindo na fala a mesma tendência que se verificou para a música ocidental. 

Responsável: Prof. Dr. Waldemar Ferreira Netto

Linha de pesquisa: Linguística Aplicada do Português

 

  1. Fraseamento prosódico em português: comparações entre as variedades brasileira e africanas

Descrição: Este projeto tem como objetivo o estudo prosódico comparativo entre a variedade vernacular brasileira (PB) e as variedades de português faladas em Guiné-Bissau (PGB) e Angola (PA) (município do Libolo). Tal análise comparativa busca testar, para as essas variedades de português, o modelo de línguas parcialmente reestruturadas proposto por Holm (2004). No alcance dos objetivos, este projeto tem como metas: (i) a constituição de bases de dados do PB, do PGB e do PA (município do Libolo); (ii) a análise prosódica desses dados, no que concerne ao estudo da relação entre a atribuição de eventos tonais ao contorno entoacional e a formação de domínios prosódicos; e (iii) a comparação, entre as referidas variedades de português, dos resultados obtidos da análise prosódica.

Responsável: Prof.ª Dra. Flaviane Romani Fernandes Svartman

Linha de Pesquisa: Gramática do Português e de Línguas em Contato

 

  1. Galego e Português brasileiro: história, variação e mudança

Descrição: Projeto conjunto de pesquisa em rede, no qual intervêm pesquisadores da Universidade Federal Fluminense, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Universidade de São Paulo e Universidade de Santiago de Compostela.

Responsável: Prof.ª Dra. Valéria Gil Condé

Linha de pesquisa: História e Historiografia do Português

 

  1. Gêneros e ensino de língua materna

Descrição: Trata-se de pesquisa voltada à análise de resultados do trabalho com gêneros em salas de aula do ensino de LÍNGUA PORTUGUESA em todos os níveis de ensino. A finalidade é obter subsídios que auxiliem os professores de português de ensino fundamental e médio. Dentre outros aspectos, pretende-se observar a estabilidade e instabilidade dos gêneros.

Responsável: Prof.ª Dra. Norma Seltzer Goldstein

Linha de pesquisa: Linguística Aplicada do Português

 

  1. Gêneros jornalísticos impressos: historicidade, constituição e mudança numa perspectiva crítico discursiva

Descrição: Neste projeto, dedicamo-nos ao estudo do percurso histórico dos gêneros jornalísticos com o propósito de buscar, desde as primeiras publicações nos jornais paulistas do século XIX, reconstruir a constituição dos textos inseridos no jornalismo do século XIX ao XXI e identificar as modificações pelas quais os textos passaram, tomando como referência exemplares atuais, estabelecendo, assim, a relação entre diacronia e sincronia. Na perspectiva dos estudos diacrônicos, vários estudos, com distintos enfoques e direcionamentos, têm ganhado notoriedade. Nesse contexto, também estão inseridas es pesquisas que investigam as tradições discursivas e os estudos de linguística crítica. O tema proposto para este estudo está vinculado à Análise Crítica do Discurso, dentro da linha de pesquisa de Estudos do Discurso em Língua Portuguesa do Programa de Pós-Graduação em Filologia e Língua Portuguesa da FFLCH- Universidade de São Paulo, que busca estudar os diferentes gêneros discursivos numa perspectiva crítica. Nesta pesquisa procuraremos estabelecer uma interação entre a História , a Sociologia, o Jornalismo e a Linguística, numa abordagem multidisciplinar dos gêneros do discurso e da linguagem, visando a descrever a configuração linguístico-discursiva e social dos diversos gêneros que compõem a esfera jornalística impressa no estado de São Paulo.

Responsável: Prof.ª Dra. Maria Lúcia da Cunha Victório de Oliveira Andrade

Linha de pesquisa: Linguística Textual e Teorias do Discurso em Português

 

  1. Gramática, Cognição e Discurso

Descrição: O objetivo deste projeto é aprofundar o conhecimento das interrelações entre linguagem e cognição em perspectiva tanto gramatical quanto discursiva, enfatizando os processos de atenção e perspectivação, com base na Psicologia Cognitiva, na Linguística Cognitivo-Funcional e nos Estudos Crítico-Discursivos.

Responsável: Prof. Dr. Paulo Roberto Gonçalves-Segundo

Linha de pesquisa: Linguística Textual e Teorias do Discurso em Português

 

  1. Gramáticas pronominais no português paulista II fase

Descrição: O projeto tem como objetivo descrever e analisar fenômenos de variação e mudança na variedade culta do português brasileiro, em particular, na variedade produzida no Estado de São Paulo ( capital e interior), envolvendo o sistema dos pronomes pessoais ( sujeitos e objetos) Dessa forma, constituem fatos de pesquisa registrados em trabalhos de orientandos, palestras e publicações, os seguintes: expressão pronominal dos complementos acusativos e dativos, o sistema dos possessivos seu/dele e clíticos de tercei ra pessoa, lhe/lhes nos contextos de posse, e a colocação dos clíticos. De forma tangencial , são igualmente relevantes os fenômenos de variação que envolvem o sistema preposicional no contexto de verbos de movimento e verbos ditransitivos. Os corpora que constituem a base empírica da pesquisa são os disponibilizados no acervo documental do PHPP e PHPB. Busca-se apresentar uma descrição dos fatos gramaticais e seu percurso de variação. O projeto agora em sua segunda fase busca ainda envolver questões do ensino gramatical relacionadas às mudanças que ocorreram no português brasileiro culto. O quadro teórico adotado é o da gramática gerativa.

Responsável: Prof.ª Dra. Maria Aparecida Corrêa Ribeiro Torres Morais

Linha de pesquisa: História e Historiografia do Português

 

  1. Histoire comparative des grammaires et des dictionnaires. Corpus et numérisation

Descrição: Le programme vise à un travail de grande ampleur, puisqu?il s?agit de développer des outils relatifs aux humanités numériques. Cet étape vise à faire connaître le groupe de recherche en humanités numériques de l?Université de São Paulo de la structure du portail numérique que est développé à Paris Diderot (http://www.frantext.fr/ctlf/, projet développé en coopération avec l?ENS de Lyon et l?ATILF à Nancy), et commencer à s?en approprier le maniement. Cela si fait par de plusieurs réunions de travail communes aux groupes français et brésiliens.

Responsável: Prof.ª Dra. Marli Quadros Leite

Linha de pesquisa: História e Historiografia do Português

 

  1. História do Português Paulista II - Projeto Caipira

Descrição: Descrição: O Projeto de História do Português Paulista (PHPP) é um conjunto articulado de Subprojetos situados na Área da Linguística Histórica do Português, centrados nos objetivos de (a) coletar, organizar e disponibilizar corpora diacrônicos do Português Paulista, de modo a apoiar pesquisas sobre essa variedade; (b) analisar tais corpora em três eixos: (i) estudo da variação e mudança gramatical, dos ângulos funcionalista, cognitivista e gerativista, com ênfase nas classes de palavras e nas construções sintáticas; (ii) estudo da formação das variedades culta e popular e da difusão da popular na região do Médio Tietê, paralelamente ao traçado sócio-histórico do Português Paulista; (iii) estudo de gêneros discursivos e de processos de construção textual, sob as perspectivas crítico-discursiva e textual-interativa. Assim estruturado, o PHPP pretende promover um diálogo entre teorias linguísticas, indispensáveis nas pesquisas contemporâneas da Linguística Histórica, não só para dar conta da complexidade dos fenômenos a serem pesquisados, como também para a complementaridade entre os Subprojetos. Com efeito, contemplam-se aqui as dimensões gramatical, semântica e textual-discursiva como constitutivas das categorias da língua em uso. Justifica-se, desse modo, a abrangência do Projeto que, circunscrito ao Português Paulista, contribuirá para um empreendimento nacional, o Projeto de História do Português Brasileiro (PHPB), ao qual se integra, juntamente com projetos diacrônicos em desenvolvimento em outros onze Estados: Pernambuco, Bahia, Paraíba, Alagoas, Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Norte e Pará.No âmbito desse Projeto, participo do sub-projeto "Gramáticas paulistas na história do português brasileiro".

Responsável: Prof. Dr. Manoel Mourivaldo Santiago Almeida

Linha de pesquisa: História e Historiografia do Português

 

  1. História e variedade do português paulista às margens do Anhembi

Descrição: Este projeto - (iniciado em 2010 e extensão do projeto Filologia Bandeirante - 2000 a 2004), que compõe o Projeto de História do Português Paulista (PHPP, Projeto Caipira 2): Projeto Temático de Equipe/FAPESP, Processo 2011/51787-5, de 2012 a 2017 - tem por objetivo compreender os processos de variação e mudança, observando possíveis casos de manutenção, nos níveis fônicos, morfossintáticos e léxico-semânticos, de fases anteriores da língua portuguesa. Para tanto, toma por base aspectos linguísticos materiais de seu funcionamento, bem como de sua história e de seu contexto social, pressupondo que os fenômenos linguísticos são indissociáveis da cultura e do funcionamento social (incluindo aspectos etnográficos e do imaginário) nos quais estão integrados. São coletados e analisados dados linguísticos e socioculturais na região do Médio Tietê, nos municípios de Capivari, Itu, Piracicaba, Pirapora do Bom Jesus, Porto Feliz, Santana de Parnaíba, Sorocaba/São Roque/Araçariguama, e Tietê. São, portanto, dados linguísticos, históricos e socioculturais que serviram de base na formação e expansão da variedade linguística nascida em núcleos familiares paulistas ainda nos séculos XVI e XVII, contexto em que surgiu o chamado ?dialeto caipira? ou a variedade que, a partir do século XVIII (mais intensamente), se expandiu para as regiões centro-oeste, sul e do Brasil, pelos caminhos das águas do rio Tietê, antigo Anhembi, dentre outras vias fluviais e terrestres.

Responsável: Prof. Dr. Manoel Mourivaldo Santiago Almeida

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Histórias do Brasil: Trajetória editorial e mapeamento linguístico de relatos de viagens quinhentistas em um corpus anotado de informações ligadas

Descrição: O projeto (cf. http://historiasdobrasil.net) estudará três obras fundamentais da literatura quinhentista sobre o Brasil ? a ?História da Província Santa Cruz? de Magalhães de Gandavo (1576), o ?Tratados da terra e gente do Brasil? de Fernão Cardim (1584) e ?Notícias do Brasil? de Gabriel Soares de Sousa (1584) ? sob as perspectivas linguística e filológica, buscando explorar o diálogo estrutural e temático tradicionalmente observado entre elas, mas nunca sistematicamente pesquisado. Da perspectiva filológica, recuperaremos a complexa trajetória editorial de cada uma das obras, sistematizando seus campos bibliográficos desde seu surgimento no século XVI até os dias atuais. Da perspectiva linguística, mapearemos computacionalmente a estrutura sintática e informacional de cada texto e de suas diferentes versões ao longo do tempo, estudando aspectos gramaticais relevantes dos textos e a maneira como estes interagem com a estrutura da informação, numa abordagem comparativa e diacrônica. O projeto produzirá, com isso, um portal de informações ligadas, formando em torno das obras uma rede lógica aprofundada em diversas camadas de análise, graças à aplicação conjunta de técnicas de anotação linguística e web-semântica. Há um duplo efeito na construção dessa rede: de um lado, os fragmentos dispersos de informação sobre as obras passarão a compor um conjunto coeso, com repercussões positivas em diferentes áreas de pesquisa (e, acreditamos, na área da educação). De outro lado, a rede constituirá, em si, uma nova camada a depositar-se sobre as representações editoriais historicamente acumuladas sobre esses textos. Consideramos fundamental refletir criticamente sobre os efeitos dessa representação computacional, e conduziremos paralelamente a prática e a problematização dessa construção. Assim, tanto ao situar-se na confluência entre as humanidades e a computação, como ao adotar uma postura crítica sobre os produtos dessa confluência, o projeto se insere no campo das Humanidades Digitais, e é conduzido no âmbito do Grupo de Pesquisas pioneiro nesse campo no país.

Responsável: Prof.ª Dra. Maria Clara Paixão de Sousa

Linha de pesquisa: História e Historiografia do Português

 

  1. Imagens de língua: sujeito, deslocamento, conhecimento e tempo

Descrição: Este projeto se propõe a investigar os mecanismos que concorrem na formação das imagens de língua em contextos multilíngues, analisando os discursos produzidos em quatro instâncias argumentadoras: o Estado, a Igreja, a Universidade e a Comunidade como partes integrantes de um continuum que gera tais imagens. Pretende-se pesquisar as estratégias textuais e discursivas que contribuem para a efetivação de mudanças linguísticas por meio de incorporação de itens lexicais, elementos sintáticos e semânticos de grupos específicos por um número maior de falantes ? movimento que tem como resultado a construção e disseminação de determinadas imagens de língua. Os estudos têm como hipótese o fato de que os recursos discursivos presentes em textos acadêmicos, oficiais e midiáticos, ao serem divulgados, podem potencializar efetivações de mudanças linguísticas e de representação do que seja o tempo, a cultura e espaço adequado para os sujeitos que os incorporam. Há pressupostos dessa reflexão em dois autores: Brigitte Schlieben-Lange e Valdir Heitor Barzotto. A primeira, em seu livro História do Falar e História da Linguística (1993) afirma que ?a história das tradições do falar é [?] duplicada pela história das reflexões sobre os níveis individuais? (p. 74); o segundo, , com base nas reflexões da autora, em sua tese de Doutorado, efetua uma análise dos modos como uma revista atua para sugerir deslocamentos dos leitores, tanto no espaço quanto para o tempo considerado adequado para o período político do Brasil (1998). Algumas dessas instâncias, inclusive, são implicitamente abordadas em estudos de políticas linguísticas: é o caso do Estado e da Igreja. Todavia, em nosso projeto, entendemos ?política? não só como o estabelecimento de normas legislativas ou de criação de movimentos de preservação, mas também como princípios de uso tendo como referência a figura de uma autoridade, seja por parte de autores da esfera acadêmica que atestam o uso, seja por membros da comunidade de falantes que ocupam um certo lugar de poder. Além disso, temos verificado que a) pouco se tem estudado sobre o papel específico que cada instância desempenha na produção de uma imagem para a língua que defendem, que excluem, ou mesmo que incluem em uma hierarquia; b) raramente essas instâncias são estudadas em conjunto de modo a verificar qual aspecto de cada uma concorre para compor a imagem que passa a ser aceita da língua a que dedicam atenção. A escolha de tratá-las juntamente justifica-se pela necessidade de deslocar o foco de análises que ora consideram a prática ora a política, para uma que as considere juntamente. O objetivo principal ? analisar os mecanismos que contribuem para a construção e sustentação de imagens de língua através do exame de documentos oficiais, produção acadêmica, textos produzidos pela Igreja e textos orais e escritos de falantes de contextos multilíngues e de variedades específicas ? será cumprido pelos seguintes objetivos específicos: i) Analisar a constituição dos discursos políticos, acadêmicos, religiosos e da Comunidade a respeito das línguas; ii) examinar a atuação de uma determinada comunidade na regulamentação/normalização da língua; iii) analisar as práticas discursivas que sustentam e delineiam as representações e identidades linguísticas em contextos multilíngues; iv) analisar o comportamento dos governos de diferentes países sobre as línguas de seus territórios; v) verificar a relação entre o discurso de pluralidade cultural e a diluição das diferenças sociais, em contraposição a sua postura contra os processos de homogeneização.

Responsável: Prof. Dr. Valdir Heitor Barzotto

Linha de pesquisa: Linguística Textual e Teorias do Discurso em Português

 

  1. InterLEC - Interfaces entre Léxico, Ensino e Cultura - 2a. Fase

Descrição: Neste Projeto tem-se como objetivo aprofundar os estudos sobre as interfaces existentes entre o léxico e a cultura, e o léxico e o ensino. Nesse sentido, buscará descrever e analisar o léxico de acordo com diferentes enfoques nessas relações, demonstrando como estas podem gerar constatações interessantes e contribuições a diferentes áreas do conhecimento.

Responsável: Prof.ª Dra. Mariangela de Araujo

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Léxico, discurso e ensino

Descrição: Identificação das práticas de ensino de vocabulário mais utilizadas por professores de português língua materna e verificação de como o caráter pluridimensional do léxico integra ou pode integrar essas práticas. Estudo das relações entre escolha lexical, ideologia e discurso.

Responsável: Prof.ª Dra. Beatriz Daruj Gil

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Libolo

Descrição: No dia 05 de julho de 2013, oficializou-se - através de uma viagem de pesquisa à área do Libolo/ Angola - o Projeto "Município do Libolo, Kwanza Sul, Angola", doravante "Projeto do Libolo". No ano de 2018, o Projeto Libolo entra em sua fase 2. O projeto é integrado por uma equipe internacional de 14 investigadores nas áreas da linguística, filologia, história e antropologia, dando continuidade a uma investigação iniciada em 2011 pelo libolense (angolano) Prof. Dr. Carlos Figueiredo. Este projeto, vinculado à Administração Municipal do Libolo e com patrocínio da empresa angolana Global Seguros, transformou Calulo, durante o mês de julho de 2013, em polo angolano de investigação científica. O "Projeto Libolo" envolve, em sua equipe, 6 investigadores diretamente ligados à Universidade de São Paulo (USP) e à Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - FFLCH - um deles, a coordenadora do Projeto. Envolve ainda um pesquisador da Universidade de Macau (China) (UMAC), também coordenador do Projeto. Integram ainda o projeto pesquisadores das seguintes Instituições: Fundação Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Federal de Roraima (UFRR), Universidade Federal de Integração Internacional de Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) e da Universidade de Cabo Verde. O objetivo central dos pesquisadores - com sua atuação nos campos de pesquisa e intervenção científica e social: linguística, história e antropologia - é prestar apoio às autoridades e gentes do Libolo. No campo da pesquisa, abrem-se amplas perspectivas de investigação. Citamos: ampliam-se as investigações acerca do português falado em África, do português brasileiro, das línguas bantas, com ênfase no quimbundo do Libolo, que participaram do contato com o português (e outras línguas), novas abordagens históricas, novas abordagens antropológicas, novas abordagens sociológicas, novas abordagens filológicas, desenvolvimento de trabalhos em áreas linguísticas especificas a partir de recolhas de dados de fala do português do Libolo e do quimbundo do Libolo e ainda documentação sociohistórica do município do Libolo.

Responsável: Prof.ª Dra. Márcia Santos Duarte de Oliveira

Linha de Pesquisa: Gramática do Português e de Línguas em Contato

 

  1. Língua Portuguesa no ensino básico e superior: dos gêneros textuais/discursivos do livro didático, acadêmicos, jurídicos e políticos às estratégias de textualidade da oralidade e da escrita (PROCAD)

Descrição: Os resultados de diferentes avaliações a que são submetidos os alunos do ensino básico (Prova Brasil/SAEB, IDEB e PISA) apontam o frágil desempenho obtido por eles nas várias regiões do país. Diante dessa realidade, Língua Portuguesa no ensino básico e superior: dos gêneros textuais/ discursivos do livro didático, acadêmicos, jurídicos e políticos às estratégias de textualidade da oralidade e da escrita tem como objetivo principal fomentar o desenvolvimento de projetos de ensino e de pesquisa, com a finalidade de dar prioridade a Língua Portuguesa na educação básica e superior, integrando uma rede de professores pesquisadores, doutorandos, mestrandos e alunos de IC das três equipes envolvidas, contribuindo, assim, para o equilíbrio regional da pósgraduação (Universidade de São Paulo/SP, proponente / Universidade Federal do Rio Grande do Norte/RN, Associada I / Universidade do Vale do Rio dos Sinos/RS, Associada II). Assim sendo, apoiará a realização de missões regionais e nacionais, estágios sanduíches, Pós-Doc e a participação em eventos nacionais e internacionais (no Brasil e no exterior). Para este projeto, foram estabelecidas sete metas: a) desenvolver projetos de pesquisa em parceria em torno dos gêneros textuais/discursivos escolhidos para livros didáticos de Língua Portuguesa adotados em escolas públicas, focalizando as atividades de interpretação e de exploração de questões linguísticas; b) viabilizar a realização de projetos de pesquisa que tenham como dados gêneros discursivos / textuais coletados nas três IES que integram a proposta, em periódicos e livros da área; c) inovar no que concerne ao estudo de gêneros discursivos / textuais do domínio jurídico no Brasil, visando a uma melhor compreensão do discurso jurídico, a partir de uma abordagem discursivo-textual, o que viabilizará sua democratização e transparência; d) promover o desenvolvimento de projetos de pesquisa que analisem diferentes gêneros discursivos / textuais do domínio político, descrevendo estruturas linguísticas com vistas à análise e interpretação do ato de argumentar, dentro de uma dimensão social e discursivo-textual; e) desenvolver projetos de pesquisa que viabilizem a elaboração de sequências didáticas com vistas a uma atuação na formação de professores de língua portuguesa do ensino fundamental e médio; f) fomentar as condições necessárias para publicações conjuntas, disseminando a produção científica das três equipes; g) estimular a mobilidade dos professores e alunos envolvidos, por meio da realização de missões acadêmicas, divulgando, discutindo e ampliando os resultados propiciados pelas diferentes etapas da pesquisa. A equipe é formada por três coordenadoras, dez professores doutores e oitenta e sete alunos entre graduandos e pós-graduandos. Este projeto, com todas as suas atividades promovendo a interação científico-acadêmica entre os participantes, pretende como resultado, contribuir para uma melhoria na formação de toda a equipe envolvida por meio de um intenso trabalho de pesquisa no ensino de Língua Portuguesa e para isso estão previstas a) realização de 4 estágios pós-doutorais; b) inserção de 36 jovens na Iniciação Científica; c) realização de 24 missões de estudo ? mestrado sanduíche; d) realização de 24 missões de estudo?doutorado sanduíche; e) realização de 40 missões de missões de docência e pesquisa obrigatórias; e) 04 missões das coordenadoras; f) participação em eventos acadêmicos científicos no Brasil e no exterior.

Responsável: Prof.ª Dra. Zilda Gaspar Oliveira de Aquino

Participante: Prof.ª Dra. Maria Inês Batista CamposProf. Dr. Luiz Antônio da Silva 

Linha de pesquisa: Linguística Aplicada do Português

 

  1. Línguas Crioulas e Variedades de Português em Contato

Descrição: A expansão ultramarina portuguesa acarretou a difusão da língua de Portugal pelo mundo. Porém, o impacto linguístico português não se limitou a isso. Em condições históricas muito específicas surgiram línguas que vieram a ser conhecidas como crioulas de base portuguesa. Essas línguas crioulas possuem o léxico majoritariamente português, porém seus aspectos fonológicos e morfossintáticos têm atestadas influências areais (africanas ou asiáticas). Entender os sistemas linguísticos das línguas crioulas nos permite lançar novas luzes para reavaliarmos uma série de fenômenos linguísticos presentes no português do Brasil e ausentes no português europeu. Da mesma forma, a pesquisa sobre ´variedades de português´ - como variedades brasileiras que têm sido denominadas de "português afro-indígena" e variedades de português faladas na África - atrela-se à investigação das línguas crioulas, auxiliando na investigação da participação das línguas africanas e indígenas na constituição do português brasileiro.

Responsável: Prof.ª Dra. Márcia Santos Duarte de Oliveira

Linha de Pesquisa: Gramática do Português e de Línguas em Contato

 

  1. Línguas de herança e identidade sociocultural

Descrição: Estudo das línguas em contato e da resiliência de Línguas de Herança em espaços diversos. Entender o papel da língua de casa no processo de aquisição de linguagem. São objetos de interesse: a) o léxico de herança e os nichos sociais em que eles se manifestam; b) a opressão sofrida por LHs em contexto de línguas majoritárias; c) a adequação de conceitos e rótulos científicos no estudo das LHs; d) as diferenças entre a aprendizagem de LH e de Línguas adicionais.

Responsável: Prof.ª Dra. Maria Célia Lima-Hernandes

Linha de Pesquisa: Gramática do Português e de Línguas em Contato

 

  1. M.A.P. (Mulheres na América Portuguesa): Mapeamento de escritos de mulheres e sobre mulheres no espaço atlântico português a partir de métodos das Humanidades Digitais

Descrição: O Projeto tem como objetivo central sistematizar e tornar visível para pesquisas futuras um conjunto de fontes documentais imensamente importantes para os estudos filológicos e para os estudos da história da língua, da história social, da história da escrita e da leitura, e da história das mulheres no Brasil, por meio da construção de um catálogo eletrônico de documentos escritos por mulheres e documentos escritos sobre mulheres (contendo sua ‘fala’ na forma de discurso relatado) na América Portuguesa. A metodologia seguida no Projeto trata essa documentação a partir de duas premissas: primeiro, importa-nos, centralmente, a literalidade da expressão e a literalidade do relato da expressão, sendo esta uma investigação originária do campo da filologia e da linguística histórica. Segundo, do ponto de vista computacional, partimos do compromisso com as tecnologias transferíveis e o acesso aberto, sendo nosso objetivo a difusão e democratização da informação encerrada na documentação trabalhada. O Catálogo Mulheres na América Portuguesa pretende assim compor um mapa polifônico de vozes quase nunca escutadas, dirigido tanto aos especialistas de áreas como a filologia e a história, como a um público leitor mais amplo.

Responsáveis: Prof.ª Dra. Maria Clara Paixão de SousaProf.ª Dra. Vanessa Martins do Monte

Linha de Pesquisa: Filologia do Português

 

  1. Memória Toponímica de São Paulo, Bairro a Bairro.

Descrição: A quarta fase do projeto Memória Toponímica de São Paulo, bairro a bairro volta-se para a região leste de São Paulo. Trata-se de uma área de formação urbana mais recente. Em fase piloto, o projeto já realizou estudos preliminares na região do Tatuapé, mas a atual fase pretende cobrir outras regiões mais a leste.

Responsável: Profa. Dra. Patrícia Carvalhinhos

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Morfologia e Léxico em práticas de leitura no ensino de PLE

Descrição: A finalidade deste projeto é desenvolver práticas de leitura para ensino de PLE (Português Língua Estrangeira) fundamentadas na expansão do léxico a partir da descrição e análise de processos derivacionais envolvendo a criação de nomes e verbos.

Responsável: Prof.ª Dra. Beatriz Daruj Gil

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Morfologia Histórica do Português: sufixos e etimologia

Descrição: O projeto de pesquisa, vinculado ao GMHP, pretende: a) Descrever mecanismos de formação de palavras na língua portuguesa do ponto de vista diacrônico, sua produtividade e sua correlação com o significado; b) Associar a produtividade da língua portuguesa ao longo da história, tendo em vista que esse idioma se insere no quadro das línguas românicas (análise da influência do latim vulgar, do latim medieval, do latim científico); c) Datar com mais precisão fenômenos e acepções de palavras derivadas, com base em corpora bem sistematizados, d) Discutir o papel do estrangeirismo (sobretudo do francês e do inglês) na criação de modelos de palavras derivadas por sufixação dentro do português; e) Entender as diferenças de produtividade sufixal em todos os países lusófonos, bem como problemas nesse aspecto do ensino do português para estrangeiro, f) Lançar bases para estudo de outros mecanismos de formação de palavras, como a prefixação, a composição e a derivação regressiva. g) Combinar os dados e as datas obtidas pela etimologia de caráter científico com o estudo da morfologia histórica.

Responsável: Prof. Dr. Mário Eduardo Viaro

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Neoveille

Descrição: O projeto tem o objetivo de estudar dois tipos específicos de neologismos: os empréstimos e a neologia semântica (ou neossemia). Desenvolverá e colocará à disposição da comunidade uma plataforma de observação multilíngue destinada à coleta e ao seguimento dos neologismos a partir do fluxo de documentos provenientes da web e de corpora diacrônicos já existentes. O projeto é inovador no que concerne aos seguintes pontos: não há, atualmente, nenhuma plataforma de seguimento de neologismos a partir do fluxo de corpora, com exceção de uma relativa ao inglês; várias perspectivas de coleta automática de neologismos estão sendo acionadas e combinadas; um programa inédito de seguimento de neologismos está sendo realizado. Pluridisciplinar, o projeto associará competências em informática (TAL), em linguística (lexicologia, terminologia, semântica) e em sociolinguística. Sua realização é representada pela colaboração entre quatro laboratórios franceses: o LDI (UP13), o LIPN (UP13), o CLILLAC-ARP (UP7) e l?ERTIM (INALCO), além da colaboração do projeto TermNeo (Universidade de São Paulo) e da rede de neologia sobre o empréstimo EMPNEO.

Responsável: Prof.ª Dra. Ieda Maria Alves

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Novo Dicionário de Nomes em Uso no Brasil

Descrição: o projeto pretende a elaboração do Dicionário de nomes no Brasil, irá tratar apenas de prenomes simples, mas vai dar conta da antroponímia tradicional e neológica, integrando os dados do IBGE acerca do Censo 2010, compartilhados na plataforma Nomes no Brasil. Os verbetes darão informação sobre: gênero, étimo e/ou origem, processo de formação (quando for possível identificar), e os dados fornecidos pelo IBGE, quantidade de pessoas registradas com esse nome, popularidade, primeiro ano de registro e ápice da popularidade bem como as unidades federativas onde são mais frequentes. Além disso, o verbete pretende indicar a variante utilizada em Portugal (a partir da lista de nomes autorizados) e também na Galícia (quando houver). Por fim, alguns verbetes poderão ter um caráter mais enciclopédico, trazendo informações relevantes sobre a sua origem, as motivações para o ápice de popularidade ou outras informações que se julguem pertinentes.

Responsável: Prof. Dr. Mário Eduardo Viaro

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. NURC - Fase 4

Descrição: O projeto visa a investigar a inserção do estudo da oralidade no ensino de língua portuguesa. O objetivo da pesquisa é, de um lado, avaliar como, teórico e metodologicamente, esse tema tem, ou não, sido incluído em materiais didáticos; de outro, sugerir estratégias de exploração da oralidade a fim de contribuir para a melhoria do ensino da língua portuguesa.

Responsável: Prof.ª Dra. Marli Quadros Leite

Participantes: Prof. Dr. Luiz Antônio da SilvaProf.ª Dra. Maria Lúcia da Cunha Victório de Oliveira Andrade

Linha de pesquisa: Linguística Textual e Teorias do Discurso em Português

 

  1. Paleografia e codicologia de textos em português

Descrição: Este projeto tem como objetivo o estudo paleográfico e codicológico de textos em português datados dos séculos XII ao XIX. Pretende-se transcrever fontes manuscritas e examinar as suas características materiais quanto ao suporte e a escrita.

Responsável: Prof. Dr. Sílvio de Almeida Toledo Neto

Linha de Pesquisa: Filologia do Português

 

  1. Para uma historiografia dos Estudos Onomásticos no Brasil

Descrição: Os estudos onomásticos iniciaram-se no Brasil a partir da necessidade de se recuperar as etimologias tupis, em específico, e indígenas, em geral, desde os fins do século XIX. No início, nomes de lugares e de pessoas eram apenas um meio auxiliar para os estudos que hoje conhecemos como antropológicos, etnológicos e etnográficos. Com o fluir do tempo, de ferramenta o nome passou a adquirir outra importância e tornou-se objeto de estudo tanto no campo das ciências da linguagem quando em outros saberes. Ainda que os estudos onomásticos venham sendo realizados no Brasil há mais de oitenta anos, não se pode afirmar que haja uma tradição no assunto. Há vários grupos organizados, mas não existe um projeto nacional de fato (ainda que a proposta exista no papel). Nomes de lugares (topônimos) e nomes pessoais (antropônimos), além de nomes próprios em geral, são objeto de estudo em vários níveis, inclusive em graduação e pós-graduação. A bibliografia básica para um panorama geral da toponímia brasileira consiste na obra de Dick (1980; 1990; 1997). Objetivos. Este projeto objetiva realizar um levantamento inédito de todas as pesquisas realizadas no Brasil desde o fim do século XIX. Com o término deste levantamento, que deverá ocorrer de forma diacrônica, será possível determinar tendências regionais de estudos, quais os principais interesses tanto em Toponímia quanto em Antroponímia, bem como averiguar o suporte financeiro às pesquisas. Ações e detalhamento das atividades a serem desenvolvidas pelo(s) bolsista(s): Pesquisa em acervos físicos e virtuais, em órgãos oficiais e universidades públicas e privadas. Preenchimento de planilhas com os dados levantados e interpretação dos resultados. Resultados esperados e indicadores de acompanhamento. Espera-se, como resultado final, uma relação bibliográfica pormenorizada, organizada por décadas, com palavras-chave, e uma análise e interpretação do material (qualitativa e quantitativa), em formato de relatório, que poderá indicar aos pesquisadores brasileiros possíveis rotas de pesquisa em futuro próximo, apontando as demandas e as carências de estudos. O acompanhamento se dará por reuniões presenciais, verificação on-line de preenchimento de planilhas e relatórios.

Responsável: Profa. Dra. Patrícia Carvalhinhos

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Produção e circulação de manuscritos no Período Colonial Brasileiro: Contribuições para a história da Língua Portuguesa

Descrição: Este projeto tem como objetivo identificar como se caracteriza o contexto de produção e circulação de manuscritos no Brasil colonial e verificar o quanto o conhecimento a esse respeito contribui para os estudos sobre a História da Língua Portuguesa, para além dos trabalhos de edição que se têm feito nos últimos anos. Assim possibilitar, com maior segurança, o embasamento de hipóteses sobre a escrita desse período. Neste projeto buscam-se dados que permitam maior segurança na utilização de documentação manuscrita em circulação pública no Brasil colonial, de modo a propiciar conjunto confiável e consistente para descrever a língua portuguesa de acordo com as diversas linhas de descrição que se sucedem. O corpus da pesquisa, inicialmente, resume-se à documentação relacionada ao Governador e Capitão General da capitania de São Paulo, Rodrigo César de Menezes, cobrindo o período de 1721 a 1728.

Responsável: Prof. Dr. Phablo Roberto Marchis Fachin

Linha de Pesquisa: Filologia do Português

  1. Retórica e Argumentação: exame de procedimentos discursivos. Retórica da Linguagem, Retórica da Cultura

Descrição: O projeto parte do princípio de que o sentido é construído dentro de uma perspectiva cultural, envolvendo o trabalho das diversas linguagens, dentro de um quadro em que a linguagem verbal ocupa lugar de proeminência. Parte-se das concepções da retórica tradicional para chegar a um balanço do estado da arte na atualidade, em que os mais diversos códigos se interligam. Os postulados assumidos levam a um trabalho de natureza interdisciplinar no âmbito das Ciências Humanas, uma vez que envolve crenças, valores, opiniões e hierarquias/preferências. No plano das Ciências da Linguagem, transita-se entre a Pragmática, A Teoria do Texto e do Discurso, as Teorias da Enunciação e a Semiótica Discursiva. Ao projeto, liga-se o GERAR (Grupo de Estudos de Retórica e Argumentação), coordenado pela líder do grupo e responsável pelo projeto em questão. Destaque é dado às Teorias da Argumentação, com suas diversas correntes e tendências, por constituir a argumentação o cerne da Retórica e ter um caráter universal, assim como considerar as diferenças culturais, inerentes às situações argumentativas. Estudam-se os mecanismos mobilizados para a consecução dos propósitos dos interlocutores nas mais diversas situações sociais, assim como os efeitos por eles produzidos.

Responsável: Prof.ª Dra. Lineide do Lago Salvador Mosca

Linha de pesquisa: Linguística Textual e Teorias do Discurso em Português

 

  1. Terminologias Técnico-Científicas Comuns - TCTC (Brasil)

Descrição: O objetivo primário do TCTC é identificar e integrar no VOC os termos de diferentes domínios científicos e técnicos existentes nos Estados-membro (EM) e disponibilizar essa informação ao público em geral e especializado, de modo a criar as bases de um recurso comum de referência para a indústria e ciência, para a tradução e para uso nas organizações internacionais. Como objetivo secundário, será dada formação a técnicos de todos os EM, lançando as bases para a existência de interlocutores em todos os países e fomentando a emergência, em cada EM, de estruturas de recursos humanos capazes em cada EM para a participação na gestão pluricêntrica e articulada das questões linguísticas da língua portuguesa. Na equipe brasileira, temos como objetivo coletar terminologias de diversas áreas de conhecimento, a fim de contribuir com o enriquecimento da plataforma VOC, no que diz respeito à variedade brasileira do Português.

Responsável: Prof.ª Dra. Mariangela de Araujo

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. TermNeo - Observatório de neologismos do português brasileiro contemporâneo

Descrição: O Projeto TermNeo - Observatório de neologismos do português brasileiro contemporâneo, em sua 2a fase, dá sequência à finalidade de coletar, analisar e difundir aspectos da neologia geral e da neologia científica e técnica do português contemporâneo do Brasil. Cumpre ainda o objetivo de elaborar glossários e dicionários terminológicos em algumas das áreas estudadas. Paralelamente a esses objetivos principais, o Projeto, a partir da observação dos dados coletados, cumpre também os objetivos de: contribuir para o desenvolvimento da pesquisa em terminologia no que concerne a: estudo da neologia técnico-científica; elaboração de glossários e dicionários terminológicos; estabelecimento de critérios para a elaboração de definições terminológicas; estabelecimento de critérios para a elaboração de verbetes; estudo comparativo de corpus (de divulgação e especializado) quanto à observação da variação terminológica, da formação de termos metafóricos e do emprego de empréstimos; utilização de bases textuais para aplicações terminológicas. contribuir para o desenvolvimento da pesquisa em neologia geral no que concerne ao estudo: da formação de unidades lexicais neológicas; dos processos de formação mais usuais; dos elementos afixais (prefixos e sufixos) mais produtivos; da concorrência entre estrangeirismos e elementos vernáculos na evolução do léxico português. Nesta fase, as áreas de especialidade estudadas são a Economia e o Desenvolvimento Sustentável. A neologia das áreas da Soja, da Silvicultura Urbana, das Ciências da Informação, da Eletrônica Médica e do Empréstimo Linguístico são estudadas por pós-graduandos e pós-doutorandos vinculados ao Projeto.

Responsável: Prof.ª Dra. Ieda Maria Alves

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Tesouro do léxico patrimonial galego e português - Brasil

Descrição: O projeto Tesouro do léxico patrimonial galego e português tem por objetivo integrar, em um único banco de dados informático, materiais lexicográficos com referenciação geográfica procedentes de distintas fontes: corpora obtidos em trabalhos de campo, materiais dispersos em obras dialetais, vocabulários de falares, etc. Muitos desses materiais estão inéditos e, por esse motivo, são de difícil acesso à comunidade científica. O projeto, cuja coordenação geral está vinculada ao Instituto da Língua Galega da Universidade de Santiago de Compostela, na Espanha (Rosario Álvarez), conta com a participação de três comitês (galego, português e brasileiro). Objetiva-se criar uma grande base de dados, acessível pela Internet, com toda a informação organizada em lemas, com acesso às distintas variantes registradas para cada lema (fônicas, morfológicas) e com possibilidade de conhecer todos os lemas registrados para expressar um conceito. A consulta, on-line, permitirá não só localizar todos os lemas e suas variantes nas distintas fontes, mas também obter fielmente toda a informação bibliográfica e lexicográfica nelas contida: autor, título, data, página, formas, categorias, definições, localização, etnografia, imagens, usos, fraseologia, informações linguísticas. Do ponto de vista lexicográfico, constitui um grande dicionário de dicionários, não uma mera soma de glossários independentes. A apresentação permitirá, também, obter a cartografia automática das variantes e dos lemas selecionados (Galiza, Portugal, Brasil), para conhecer a distribuição geográfica das formas. O comitê brasileiro é coordenado por Silvia F. Brandão, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e por Vanderci Andrade Aguilera, da Universidade Estadual de Londrina, contando com subcomitês distribuídos pelas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul, de que participam pesquisadores das principais instituições de ensino superior do país (cf. diretório de grupos de pesquisa do CNPq e link: http://ilg.usc.es/Tesouro/pt/).

Responsável: Prof. Dr. Manoel Mourivaldo Santiago Almeida

Linha de pesquisa: Léxico do Português

 

  1. Tradição Oral, Narrativas e Sociedade

Descrição: Este projeto objetiva descortinar a reflexão social relativa à mudança de sociedades tradicionais para sociedades modernas, tomando o quadro teórico de Durkheim e aplicando os modelos de análise de narrativas propostos por Labov e Waletzky (1967), Labov (1997) e Bruner (1991), especialmente voltados nos estudos da linguagem. Baseia-se na hipótese de Jerome Seymour Bruner (1915-2016), que deu argumentos convincentes para que a nossa própria identidade pudesse ser entendida como um fenômeno narrativo. Não há como decidir se essa hipótese tem corresponde à realidade, mas é viável aceitá-la como plausível, sobretudo porque permite explicar um conjunto muito significativo de fatos sociais como se verá. A discussão partirá da formação social, que é o conjunto maior, portador de todas as informações humanas, para o senso comum, entendido como o conjunto de informações que a sociedade procura manter; daí para a formação dos indivíduos, que seriam aqueles que, reunido sob o mesmo senso comums formam a sociedade e, então, para a maneira particular como os indivíduos adquirem e portam esse conjunto simbólico, com que constroem a si mesmos e a sociedade. Finalmente aparecerão as narrativas e as suas possibilidades de abordagens que serão a única base material para a compleição social. Para a formação social, a hipótese da diferenciação entre sociedades de Émile Durkheim ? aqui consideradas como sociedades tradicionais e sociedades modernas ? será a base de toda a discussão. A hipótese da diferenciação entre status adquirido e status atribuído de Ralph Linton complementará a discussão. Ambas vão perpassar a discussão do senso comum, da individuação e da formação simbólica. A discussão sobre o senso comum não terá um texto base, mas sim um conjunto de obras de cunho antropológico. Essa hipótese, entretanto, vai culminar nas imagens de Ernest Gellner e de Mário de Andrade que apresentarão suas hipóteses da imersão do homem comum num sistema de crenças que lhe obscurece sua própria percepção da realidade. A individuação, cujo o ponto de partida serão as ideias de Aristóteles, seguirá as hipóteses de David Hume que servirão de base para as discussões posteriores. George Mead servirá como ponto de passagem para a discussão de Gerard Genette, em relação à separação entre a narrativa de ficção e as demais. A formação simbólica, que é o capítulo em que finalmente a linguagem terá um papel predominante, terá como ponto de partida e base para todas as discussões, mesmo retroativamente, as ideias de Charles Sanders Peirce e Gottlob Frege, cujas concepções de símbolo farão o enlace final de tudo o que se discutiu para, somente a partir delas, ter início a análise das narrativas. Finalmente, além de apresentar alguns modelos de análise de narrativas, em geral, que estarão baseados nas propostas de Labov & Waletzky (1967), Labov (1997) e Bruner (1991), tentar estabelecer diferenças entre aspectos das narrativas que preconizem a descrição e a manutenção de comportamentos e os que preconizem a inovação pela reflexão crítica do comportamento tradicional.

Responsável: Prof. Dr. Waldemar Ferreira Netto

Linha de pesquisa: Linguística Aplicada do Português

 

  1. Vésperas Brasilianas: uma agenda para os estudos sintáticos do Português Brasileiro nos primeiros séculos

Descrição: Este projeto, vinculado ao Projeto Temático "História do Português Paulista", tem como objetivo central apresentar uma agenda para os estudos sintáticos dos primeiros séculos do Português Paulista (XVI e XVII). Paralelamente será apresentado um estudo dos mesmos fenômenos sintáticos em textos portugueses dos séculos XV, XVI e XVII. A agenda é composta pela análise da estrutura argumental e valência verbal, preposições, concordância verbal e nominal e estratégias de junção.

Responsável: Prof.ª Dra. Verena Kewitz

Linha de Pesquisa: Filologia do Português, História e Historiografia do Português